O que fazer na Patagonia

A Patagônia é uma aventura a céu aberto.

Apta para todo o tipo de turista, desde o simples aventureiro até o mais expert em atividades outdoor. Com uma natureza mística e atraente, a região lhe sobra  diversidade e beleza que impressionam até mesmo aos mais experimentados.

Ao oeste, ao pé de montanhas e vulcões, em paisagens idílicos, reinam os esportes de inverno, a pesca esportiva, a navegação por glaciais milenares, trekking por gelo continentares, acampamento, escalada, montanhismo, na qual, a ritmo forte, cresce uma impressionante oferta para o turista: hotéis de até 5 estrelas, estâncias, simples ou luxuosas pousadas, refúgios, cabanas e glamping.

Ao leste, a costa atlântica atinge sua máxima glória na Península Valdés , espécie de mega zoológioco natural ao que os elefantes marinhos, os pinguins, os lobos do mar e, sobretudo, as baleias francas austrais, acodem para acasalar ou ter suas crias.

No extremo sul, no fim do mundo e separada do continente, sobressai a Ilha Grande da Terra do Fogo, com seus parques e centro de esqui, também ponto de partida para cruzeiros a Antártida. 

É possível praticar as seguintes atividades em toda a Patagônia: esqui, montanhismo, cavalgadas, trekking, caça, golf, excursões em 4X4, navegação, pesca, observação de flora e fauna, mergulho, safaris fotográficos, visita a grutas rupestres, parques nacionais, glaciais, fósseis de dinossauros, bosques de árvores únicas no mundo, inclusive petrificadas, museus, estâncias de campo, etc...

E sem falar no excelente mundo gastronômico que você vai desfrutar depois de um extasiante dia de aventuras na Patagônia.


Ecoturismo

Nas inúmeras áreas protegidas da Patagônia, o visitante pode observar aves e animais em seus habitátes naturais. Os safáris fotográficos ou as simples caminhadas satisfazem as expectativas de todo amante da natureza.

Os diferentes destinos -  incluindo mergulhos na Península Valdés ou nos lagos e lagoas de águas cristalinas – permitem descobrir ecossistemas de variada riqueza.

Pesca Esportiva

A Patagônia é um dos destinos favoritos dos amantes da pesca. Nas suas diferentes modalidades, este esporte se pratica em meio de paisagens tão variadas como excepcionais.

A pesca com mosca – e devolução - , é cada vez mais rios e diversos cursos de água. A quantidade e qualidade dos salmonídeos se somam com a variedade dos peixes da costa atlântica.

Neve

Os excelentes centros invernais se encontram ao longo da cordilheira dos Andes. Os mais variados esportes relacionados com a neve se podem praticar nestes centros, equipados com infraestrutura de última geração.

Tanto os principiantes como os mais experientes esquiadores desfrutarão de pistas cuidadas, traçadas entre bosques ou com vistas únicas a lagos e montanhas.

Turismo Aventura

Cada âmbito oferece ao visitante infinidade de propostas para que desfrute ao máximo a natureza. 

Senda, montanhismo, trekking, rafting, kayak, hidrospeed, mountain bike, travessias em 4x4, asa delta, parapente, kitesurf,  windsurf ou mergulho são algumas das atividades que dia a dia se renovam para que o turista mais intrépido sinta a experiência de vencer os obstáculos que apresentam os diferentes acidentes geográficos.


Golfe

A Patagônia oferece campos de golfe para todos os níveis. Greens e fairways entre montanhas e lagos farão difícil a escolha ao jogador de golfe. 

Também há campos de grandes exigências nas que se realizam torneios nacionais e internacionais de relevância, como no de Chapelco Golf & Resort, primeira cancha de golfe desenhada por Jack Nicklaus y Jack Nicklaus II na América do Sul, inclui entre os serviços um hotel 5 estrelas de nível internacional com um Club House de pesca sobre o río Quilquihue.

O Hotel Llao Llao em Bariloche tem um belo campo de golfe também. 

Rota do Vinho

Com costumes e estilos de cada região, as bodegas do fim do mundo, são uma excelente experiência no mundo dos vinhedos. As neves dos próximos cumes andinos dão a água que rega os campos cheio de árvores frutíferas e vinhas.

A visita a suas tradicionais ou modernas adegas permitirá provar e comparar a diversidade de caráter entre os vinhos de cada região.

Turismo Rural

Passar o dia ou hospedar-se em estâncias patagônicas é uma experiência inesquecível e enriquecedora. De caráter crioulo ou com influência européia, é a hospitalidade o que as caracteriza.

Ver os gaúchos trabalhar com o gado ou percorrer o campo a cavalo são algumas das propostas que oferecem os estabelecimentos rurais, além de uma cozinha típica e os famosos churrascos da considerada melhor carne do mundo.

Parques Nacionais

Com uma superfície superior a 3,6 milhões de hectares a Administração de Parques Nacionais compreende – e protege – 34 áreas naturais de grande valor ecológico e 4 espécies autóctones.

Cada cenário seduz o visitante com seus bosques, lagos ou desertos. Todas as áreas demonstram uma conscientização na preservação da biodiversidade e o patrimônio cultural do país.

Glaciares

A Patagônia possui radiantes colossos de gelo de uma beleza sem igual. Os Glaciares impõem sua paisagem e convidam a descobrir sua magia.

Treze glaciares com vertente atlântica, dissolven-se em enormes torres de gelo sobre as águas dos lagos Viedma e Argentino.

Sobre este último caem as frentes dos glaciares Perito Moreno, Mayo, Spegazzini e Upsala. Realizam-se navegações lacustres para apreciar de perto o impactante panorama natural. Calafate é o centro de serviços mais próximo, que conta com aeroporto.


Mergulho

O litoral de Puerto Pirámides e os recifes naturais em Puerto Madryn oferecem experiências de mergulho inigualáveis na província de Chubut. Instrutores e equipamento para a realização deste esporte estão à disposição em descidas grupais ou individuais, tanto para pessoas que já têm experiência como para os principiantes, durante todo o ano.

Na província de Río Negro, o lago Moreno, Puerto Nevado, as Ilhas de las Gallinas e Victoria, são ideais para mergulhar. Nestes lugares e para mergulhadores com experiência, é possível praticar mergulho noturno. Las Grutas também oferece a possibilidade de mergulhar em suas águas mornas e especialmente cristalinas, em um parque submarino natural.

Na província de Tierra del Fuego você vai poder descobrir fascinantes paisagens subaquáticas. A província de Neuquén também propõe praticar mergulho nas fantásticas águas do Lago Traful onde se encontra o “Bosque Submergido”.

Cruzeiros e Navegações

Lagos de intensa beleza, rios de águas transparentes, canais no fim do mundo, e o esplendor do oceano Atlântico, dão vida às variadas propostas de navegação pela Patagônia Argentina. Saindo de pitorescos portos e cais, os espelhos d'água patagônicos permitem contemplar paisagens de inigualável beleza, altos e míticos cumes de montanhas nevadas, surpreendentes glaciares, uma grande variedade de espécies de aves, ou conhecer únicos e incríveis exemplares da fauna litorânea, além das praias mais diversas, ilhas e fazendas escondidas, bosques encantados ou até mesmo chegar até a inóspita e remota Antártica.

Depois de desembarcar em terra, os serviços e a hospedagem são de alto nível, oferecendo uma deliciosa gastronomia regional e saborosos vinhos que vão fazer você desfrutar dos melhores dias na Patagônia.

A Mítica Ruta 40

A estrada mais longa e espetacular da Argentina. Em seu trajeto de quase 5.000 km, esta estrada atravessa quatro províncias da Patagônia, fazendo deste itinerário uma experiência única e irrepetível.

O Km 0 da Ruta Nacional 40 está localizado em Cabo Vírgenes, no extremo sul do continente americano, na Província de Santa Cruz, e seu trajeto, paralelo à Cordilheira dos Andes, chega até a Puna, em Jujuy.

A Ruta Nacional 40, criada em 1935, une de norte a sul onze províncias de três regiões do país. Seu trajeto pela Patagônia abrange mais de 2.700 km, dos quais aproximadamente a metade é de cascalho e a outra metade é de asfalto.